Tempo de Mudanças

Texto de: Paulo Franco Machado
Publicado em: 24 de novembro de 2010
Postado em: Formação | Reflexões


Interessante como as mudanças nos tiram do eixo. Todo processo de mudança é delicado, expõe as nossas limitações e nos coloca face a face com a verdade sobre o que construimos.

Durante muito tempo passamos em um ponto de equilíbrio pessoal. Definimos nossas rotas, finanças, padrões, dias marcados para sair e tudo mais. Criamos assim uma zona de conforto em nossas vidas, é como se tudo estivesse perfeito. Traçamos planos, metas e criamos assim a ilusão de que já determinamos todo nosso futuro.
Mas chega um dia, e pode ter certeza este dia chega, em que tudo muda. Uma batida de trânsito que onera um gasto a mais. Um dia de cama que muda nossa programação. Não importa qual seja o imprevisto, ele nos expõe a verdade de que não somos senhores absolutos da nossa vida. Infeliz de quem tenta construir sua vida e seus sentimentos sobre uma programação fixa e engessada.Traçamos planos para nós e até mesmo para os outros. Não é raro vermos casais de namorados planejando o nome para seus filhos e até mesmo suas profissões e gostos, querendo que a vida seja tão somente o que planejo.
Viver desta forma se torna uma grande ilusão. Porque a vida é muito mais grandiosa que meus planos e ela tem um autor que é Deus. Toda vida sai dEle e vai para Ele. Isto não quer dizer que não devemos traçar metas ou ser desorganizados e viver de qualquer jeito. Mas é preciso colocar nossos sonhos e planos diante de Deus, tirar a pretensão de sermos senhores de nosso futuro.
Uma das principais consequências deste tempo de mudanças é a desordem, parece que nada está mais no lugar. O trabalho acumula, o dia parece que diminui e perdemos facilmente o controle das situações. Concetramos tanto no problema que parece que não existe mais nada em nossa vida. Mas acredite, mesmo nos momentos mais tumultuados é possível dar um passo de cada vez.
Pense neste momento em tudo o que tem feito, como está sua vida, silencie seu coração. Reserve tempo para orar e meditar sobre o que você tem feito e de que maneira está levando sua vida.
Tem muitas coisas para fazer? Faça uma de cada vez. Não sabe por qual começar? Escolha as indispensáveis. Não tem certeza de que algo deve ser feito? Não faça, espere um pouco mais. O segundo olhar sempre nos leva mais profundo nas situações.
E em todas estas coisas, reze. Reze sempre. Busque intimidade com Deus e conte sempre a Ele o que deseja fazer, e Ele que é nosso Pai nos ajudará a sair destes momentos tão delicados.
Paulo Franco Machado
Escrito por: Paulo Franco Machado
Filho de Deus, casado com Christiane Faria, catequista, escritor. Gestor em Tecnologia da Informação com especialização em Gestão de Projetos. Atualmente é empresário e professor.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: