A Origem da Ave-Maria


[et_pb_section fb_built=”1″ fullwidth=”on” _builder_version=”4.4.8″ global_module=”3835″][et_pb_fullwidth_header title=”@[email protected][email protected]” _builder_version=”4.4.8″ _dynamic_attributes=”title,background_image” title_line_height=”9em” background_enable_color=”off” background_image=”@[email protected][email protected]” module_alignment=”center” min_height=”300px” title_text_align_tablet=”” title_text_align_phone=”center” title_text_align_last_edited=”on|phone” title_line_height_tablet=”” title_line_height_phone=”2em” title_line_height_last_edited=”on|phone”][/et_pb_fullwidth_header][/et_pb_section][et_pb_section fb_built=”1″ _builder_version=”3.22″][et_pb_row _builder_version=”3.25″ background_size=”initial” background_position=”top_left” background_repeat=”repeat”][et_pb_column type=”4_4″ _builder_version=”3.25″ custom_padding=”|||” custom_padding__hover=”|||”][et_pb_text _builder_version=”4.4.8″ background_size=”initial” background_position=”top_left” background_repeat=”repeat” hover_enabled=”0″]

A Ave Maria é, sem dúvida, a oração mariana mais conhecida em todo o mundo. Ela é rezada todos os dias por milhões de católicos e muitos chegam a recitá-la até duzentas vezes, quando rezam o rosário ao longo do dia.

Esta oração, que na época medieval era conhecida como “Saudação angélica”, é o resultado de um longo processo. É uma oração composta de duas partes: uma de louvor e a outra de súplica.

A sua primeira parte é tirada do Evangelho de São Lucas: consiste na saudação do Anjo Gabriel a Maria: “Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!” (Lc 1,28b), e na saudação de Isabel: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto de teu ventre!” (Lc 1,42b).

Inicialmente, esta união entre as duas saudações era encontrada somente na liturgia, e só mais tarde tornou-se uma oração popular. O seu uso como fórmula de oração começou nos mosteiros, em torno do ano 1000 e foi, aos poucos, se difundindo, tornando-se universal após o século XIII. O texto, porém, compreendia somente a primeira parte, sem o nome de Jesus.

Como surgiu a oração da Ave-Maria?
Foi somente no século XV que se acrescentou a segunda parte da Ave Maria: “Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores agora e na hora de nossa morte. Amém.” E foi nesta época também que se acrescentou o nome “Jesus” no final da primeira parte.

Esta segunda parte é de origem popular-eclesial e também foi surgindo aos poucos.

Vale a pena lembrar o sermão no qual S. Bernardino de Senna (+ 1444), ao comentar a Ave-Maria, disse que, ao final desta, se poderia acrescentar “Santa Maria, rogai por nós pecadores”. A súplica a Maria, começa com o adjetivo santa, porque Maria é a primeira entre todos os santos venerados pela Igreja, pois somente Ela é “cheia de graça”.

A fórmula atual da Ave Maria, que se difundiu lentamente, foi divulgada no breviário publicado em 1568, por ordem do papa Pio V.

Missionária Marlete Lacerda
Marióloga
fonte:A12

Rezando o rosário:

1 – Rezando o Rosário

2 – As orações do Rosário

3 – Aprenda a rezar bem

4 – As indulgências

 

Aprenda mais sobre o Santo Rosário:

1- O rosário, instrumento de salvação

2 – Por que Nossa Senhora insiste tanto na oração do rosário?

Você está aqui >> 3 – A origem da Ave-Maria

4 – Como surgiu a oração do Santo Rosário?

5 – Rosa das rosas, Rainha das rainhas

6 – São Domingos e o Santo Rosário

7 – A aparição da Santíssima Virgem

8 – Rosário esmaga heresia albigense

9 – O herói Conde Simão de Montfort

10 – Os Papas recomendam o Rosário

11 – Inimigos internos e externos vencidos pelo Rosário

12 – Na batalha de Lepanto: A vitória salvadora

13 – Milagre: tropas soviéticas retiram-se da Áustria

14 – O que é o terço?

15 – Qual é o conteúdo do Rosário?

16 – A simbologia do Rosário

17 – Nossa Senhora do Rosário, terror dos demônios

18 – Uma arma por excelência da vitória sobre o mal

 

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section]

Leave a Reply

Your email address will not be published.