“Não sofra ao ajudar os outros.

Ajudar desinteressadamente é atitude dos grandes de espírito. Os pequenos vivem a reclamar pagamentos e recompensas, na base do “eu lhe dou e você tem que mudar”. E isso, às vezes, dói, por força da ingratidão.

Considere-se com riqueza interior para distribuir benefícios e alegrias e mais dessa riqueza terá.

Quanto mais você dá de si, mais tem para dar, pois o amor, ao ser exercido, cresce e produz a felicidade.

Essa é a lei de Deus.

A semente que se deixa consumir na terra volta multiplicada nos frutos.”

Larissa Carolina.