Maria teve outros filhos e eu sou um deles

Texto de: No Colo de Maria
Publicado em: 1 de novembro de 2020

Levianas acusações atentam contra a imagem de nossa Doce Mãe, mas nós temos confiança e serenidade pois estamos no regaço acolhedor desta tão terna, sempre pura e doce virgem. Tenha por certo duas coisas: Maria não teve outros filhos CARNAIS além de Jesus, mas tem uma multidão de filhos ESPIRITUAIS os quais ela defende nesta caminha rumo ao céu.

Veja o que nos atesta Santo Afonso de Ligório, em seu livro Glórias de Maria:

Não por acaso, nem tampouco em vão, os devotos de Maria a chamam de mãe, e parece que não sabem invocá-la com outro nome, e não se cansam de sempre chamar-lhe mãe; mãe, sim, porque verdadeiramente ela é a nossa mãe, não mãe carnal, mas mãe espiritual das nossas almas e da nossa salvação.

Diz São Lucas, no capítulo 2, falando do nascimento do nosso Salvador, que Maria deu ã luz o seu primogênito: E deu à luz o seu filho primogênito (Lc 2,7). “Portanto, diz um autor, se o Evangelista declara que naquele momento a Virgem deu à luz seu primogênito, deve-se supor que em seguida teve outros filhos?” Mas o mesmo autor acrescenta: “Se é de fé que Maria não tenha tido outros filhos carnais afora Jesus, então deve ter tido outros filhos espirituais, e estes somos todos nós”. Isto mesmo revelou-o o Senhor a S. Gertrude, a qual, lendo um dia a supradita passagem do Evangelho, ficara confusa, sem entender  como Maria, sendo mãe somente de Jesus Cristo, pudesse dizer que Este foi seu primogênito. E Deus lhe explicou que Jesus foi seu primogênito segundo a carne, mas os homens foram os secundogênitos segundo o espírito.

A segunda ocasião, portanto, em que Maria gerou-nos para a graça foi quando no Calvário ofereceu ao Pai Eterno, com tamanha dor de coração, a vida do seu dileto Filho pela nossa salvação. Por isso atesta S. Agostinho que então, havendo ela cooperado com o seu amor para que os fiéis nascessem à vida da graça, tornou-se juntamente com isto a mãe espiritual de todos nós, que somos membros da cabeça, Jesus Cristo.

Sou a mãe do puro amor (Pr. 24,24): Eu sou a mãe do belo amor, diz Maria, porque o seu amor, como diz um autor (Paciucch., de B.B.), que torna belas as nossas almas aos olhos de Deus, faz com que qual Mãe amorosa ela nos receba por filhos. E qual mãe ama os seus filhos e se dedica ao bem deles como vós, dulcíssima rainha nossa, amais a nós e buscais conseguir o nosso lucro?”, diz São Boaventura.

Glórias de Maria – Primeira Sessão, Capítulo 1 – Item 2 (Quanto Maior Deve Ser a Nossa Confiança em Maria por ser Ela a Nossa Mãe).

E você, é filho de Maria? Rejeitaria por acaso ter por Mãe aquela que o próprio Deus escolheu para ser sua?

 

Escrito por: No Colo de Maria
Nossa missão é formar o povo de Deus na fé e na oração. Este humilde serviço de evangelização realizado por um casal de leigos residentes no Estado de Goiás quer levar um pouco da ternura do Colo da Mãe de Deus e da Igreja até você.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *