A força dos pequenos gestos


Muitas vezes quero mudar o mundo todo, muita coisa errada.

Outras vezes nada me agrada, e queria que tudo fosse diferente.

As vezes cansado não quero mais lutar, o mundo é grande e eu sou pequeno.

Mas hoje descobri, que quando eu mudo, meu mundo muda.

Quando limpo minha casa, o mundo se torna mais limpo.

Quando eu sorrio para alguém, mais um pequeno mundo se torna alegre.

Quando não passo pra frente a mentira que ouvi, o mundo se torna mais verdadeiro.

Quando perdoo alguém que não merece, o amor verdadeiro acontece.

 

Talvez não seja o bastante para você que eu mude, mas será o bastante quando você mudar.

Hoje não quero olhar quem faz o mal, mas quero sonhar que posso fazer o bem.

Deixei de sonhar grande, pois o sonho é uma semente, e semente é pequena.

O que da semente faz brotar não é o tamanho mas sim a essência.

Se a semente é pequena não importa, me importa plantar

E não precisa muito espetáculo e nem luzes.

A força que germina todos os dias é silenciosa… calma.

Na vida nem sempre precisamos de muita força, a constância é mais importante.

A constância de pequenos gestos é mais valiosa que a força de somente uma grande atitude.

Na verdade, não é possível uma grande atitude sem a constância de pequenos gestos.

Jesus cresceu fazendo pequenos gestos, que culminou num grande gesto de amor: Morrer na cruz.

Mas após morrer na cruz, voltou a constância dos pequenos gestos.

Se encontrava com os discípulos, após ressucitado, simplesmente para comer.

Aprender a ser simples, entender que o amor é feito disto, constância.

Paulo Franco Machado

 


Leave a Reply

Your email address will not be published.