Espertos na conquista do céu

Texto de: Paulo Franco Machado
Publicado em: 20 de abril de 2011
Postado em: Formação | Reflexões

“Os filhos deste mundo são mais espertos em seus negócios do que os filhos da luz”. Tal afirmação Jesus fez em uma de suas parábolas em Lc 16, 8 chamando nossa atenção para nossas atitudes. Como estamos agindo em nossa vida? Será que nossas atitudes tem nos revelado como verdadeiros cristãos filhos da luz ou ao invés disso temos imitado o mundo em suas vãs filosofias?

Há uma famosa frase que muitos amam dizer, é a tal de “o mundo é dos espertos”. Quem nunca ouviu alguém dizer isso? Aqueles que pensam assim são capazes de passar qualquer um para trás. Vemos muitos exemplos em nosso dia a dia. Quem não tem nenhum colega de trabalho que é capaz de passar por cima de qualquer um só para conseguir aquela promoção ou aquela venda? Ou até mesmo fazer o outro de escada.

Irmãos, a esperteza desse mundo não é motivo de glória, pelo menos não para nós, pois aqueles que seguem Jesus não devem se contentar com esse mundo. A nossa esperança, nosso ideal, a nossa meta, nossos objetivos buscam o que vai além do que se pode encontrar aqui.

É verdade que em um momento Jesus elogia a atitude do administrador infiel: “E o senhor elogiou o administrador desonesto, porque ele agiu com esperteza”. Jesus elogia aqui a rapidez com que o administrador infiel agiu. Naquele momento em que estava em jogo o seu porvir, imediatamente ele agiu. E nós? Diante do nosso pecado, como temos agido? Com devida esperteza ou com lentidão?

O que de fato o mundo nos oferece é vão. São coisas que de primeiro momento pode até nos trazer alegria, nos trazer uma sensação de felicidade, mas nada duradouro tudo é passageiro. Somente em Deus há plena felicidade, e eterna. Aqueles que se contentam com o que o mundo nos dá, não estão na luz.

Temos que agir com esperteza pensando em nossa salvação. Devemos pensar que o céu é para os que agem com coragem, com astucia, pois o céu é arrebatado pelos violentos na oração. Devemos, em todo momento, clamar o Espírito Santo, fonte de toda sabedoria e inteligência, para que nossas ações sejam de maneira irrepreensíveis diante dos homens e diante de Deus, pois queremos o céu.

Sejamos espertos para alcançar a vida eterna e não os bens terrenos que são passageiros.

Maranatha!

Fernanda de Fátima Alves dos Santos

 

 

Escrito por: Paulo Franco Machado
Filho de Deus, casado com Christiane Faria, catequista, escritor. Gestor em Tecnologia da Informação com especialização em Gestão de Projetos. Atualmente é empresário e professor.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *