“O pecado é o motivo da tua tristeza. Deixe que a santidade seja o motivo da tua alegria.” Santo Agostinho

Muitas vezes em nosso coração brota uma tristeza profunda, algo está ali e não deveria estar. Como os anticorpos combatem a uma doença em nosso corpo e logo aparece febre, a alma dá sinais de que algo ali não a pertence (pecado), e a tristeza é o primeiro dos sinais.

Nossa alma foi criada para a Santidade, que é viver plenamente a vontade de Deus. Toda vez que vamos contra esta vontade (seus mandamentos), geramos uma ferida em nossa alma. Às vezes é um arranhão, outras vezes um pouco mais profundo e não importa como seja, o primeiro sinal do pecado é a tristeza. Não entenda como algo que seja castigo de Deus, por que o desejo de Deus é nossa felicidade, Ele nunca quer o mau e por isto insiste tanto que busquemos ser santos.

É fato que a condição humana está marcada pelo pecado desde o dia que Adão e Eva pecaram, e convivemos todos os dias com esta realidade em nossas vidas. O que nos resta então é combater. O pecado em nossa alma é como uma ferida em nosso corpo. Imagine que alguém tenha se ferido, aquela ferida fica exposta, mas a pessoa não cuida. Ela vai abrindo espaço para outras doenças, infecções, e não cuidando o corpo vai se debilitando e dando seus sinais. Logo aparece a febre, que é o corpo dizendo que precisa de atenção, que algo não está bem, desta maneira também é o pecado. E a febre de nossa alma é a tristeza. E ela tem seus filhos: remorso, angústia, complexo de inferioridade, irritação. Um pecado não tratado abre espaço para outros pecados.

Quando pecamos não podemos parar no pecado, é preciso combater! Assim como um vírus o pecado se multiplica, sofre mutações em outros pecados na nossa vida. Jesus sabendo desta condição de todos nós nos deixou um sacramento que cura, combate e aniquila o pecado em nossas vidas: Sacramento da Reconciliação, que é a confissão. É preciso confessar nossos pecados para combater este mau em nossas vidas, colocar nossa alma em repouso, sentir aquilo que ela [alma] pede: Jogar fora todo o pecado.

O confessionário é o único tribunal onde você entra culpado e sai absolvido, e para isto basta apenas coragem e arrependimento. Sem arrependimento não existe perdão. Muita gente tem medo de se confessar mas não deveria. A única coisa que será acusada lá serão seus pecados, e você absolvido. O sacramento da confissão é para nós fonte inesgotável de cura.

Não perca tempo: Pare para refletir sobre sua vida, e peça ao Espírito Santo para te revelar onde está a raiz do pecado em sua vida, procure um sacerdote e se confesse!

Vinde, Espirito Santo!